Physis x Psyché

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Physis x Psyché

Mensagem  yoe lenon em Dom Out 25, 2009 2:52 pm

Olá a todos em primeiro lugar gostaria de saber se vós,em algum momento já viram algo a respeito da oposição do termo[i]Physis (devir; mudança constante a qual estão sujeitos todos os seres;responsável pela dicotomia;dia-noite,novo-velho e etc.) ao conceito de Psyché parte dos entes que lhes configura a essência (ousia) permitindo-lhes que a imutabilidade de tudo que lhes for "almático".Posto que, os dois representam pólos de um mesmo caso: a Existência(ta onta).Mesmo que nunca tenham visto me será muito caro colher-lhes a opnião.
Outra coisa também que quero é uma imagem de um Thyrso(de Dionisio)caso tenham, pois tenho a mais nítida impressão de que ele representa a grosso modo o mesmo fim do Caduceu(de Hermes).
Ah mais uma coisa( tá bom só mais essa!) e algumas tragédias notei que o nome do protagonista(e da tragédia em sí) está intimamente relacionado ao seu enredo.E praticamente todas estão entrelaçadas ao conceito de Nume=Daimoni=Destino.O que me faz pensar se para os gregos antigos nossos nomes são estradas ou guias(daimons) para o nosso nume(destino)?
avatar
yoe lenon

Masculino Número de Mensagens : 14
Localização : Porto Velho
Emprego/lazer : Ed. Físico /Dançar e Debater
Data de inscrição : 08/03/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Physis x Psyché

Mensagem  Thiago Oliveira em Seg Out 26, 2009 12:17 pm

Olá a todos em primeiro lugar gostaria de saber se vós,em algum momento já viram algo a respeito da oposição do termo[i]Physis (devir; mudança constante a qual estão sujeitos todos os seres;responsável pela dicotomia;dia-noite,novo-velho e etc.) ao conceito de Psyché parte dos entes que lhes configura a essência (ousia) permitindo-lhes que a imutabilidade de tudo que lhes for "almático".

1 - Em geral o que se vê na filosofia moral grega é a oposição entre Physis o Nomos. Até porque a psyché é vista (no que se refere a alma, o vulto do morto) como um sopro destituído de consciência... Não há aquele romantismo cristão na religião cívica que anuncia a morte como redenção da alma, e que apsyche poderá enfir viver feliz. A moral grega aponta para a vida como sensível, mas bela. Tudo se faz aqui porque o aqui é o agora. De certa forma a moral grega é fundada na busca do verdadeiro, do belo e do bom, ou seja... uma "Ética do Bem", ou seja.. a ética é vista muitas vezes como a arte de ser feliz num mundo marcado pela dicotomia de destino e desejo. Esse artigo do professor Esteban Reyes Celedón traz um ótimo resumo a respeito da filosfia moral grego nos século VI e V AEC.

Outra coisa também que quero é uma imagem de um Thyrso(de Dionisio)caso tenham, pois tenho a mais nítida impressão de que ele representa a grosso modo o mesmo fim do Caduceu(de Hermes).

2- O tirso de Dioniso é uma espécie de vara feita com lenho de figueira, ou de vinha mesmo na maioria dos casos. É um bastão típico do culto dele, mas em geral nas Assembléias e festivias o bastão é uma figura comum, sendo coroado e enfeitado com flores, fitas, adornos diversos. Aqui dá pra ver uma imagem de Dioniso num mural da época tardia onde vemos Ele sobre um leopardo empunhando o tirso:




e algumas tragédias notei que o nome do protagonista(e da tragédia em sí) está intimamente relacionado ao seu enredo.E praticamente todas estão entrelaçadas ao conceito de Nume=Daimoni=Destino.O que me faz pensar se para os gregos antigos nossos nomes são estradas ou guias(daimons) para o nosso nume(destino) ?

3 - Em geral as tragédias e epopéias trazem o nome de seus personagens principais: Odisséia (viagem de Odisseu), Telemaquia ( a luta de Telêmaco), Gigantomaquina ( batalha contra os gigantes), Édipo ... e assim por diante. Ouro fato comum também é o nome do personagem está relacionado a algum atributo físico ou característica que lhe seja peculiar: Édipo (de pés vermelhos ou inchados), Melampo (de pés escuros)... Isso é uma característica bem marcante da desmedida do herói grego, que sempre é marcado pelo exagero (Seja sexual, físico, social, estético...). Se quiser saber mais sobre isso , eu te aconselho a ler a Introdução ao Mito dos Heróis, no volume III do Mitologia Grega, do Junito de Sousa Brandão, que você pode baixar aqui . Todas as tragédias estão relacionados a mitos, e não o contrário. A tragédia (que vem de tragódia = tragos = bode; animal típico dos sacrifícios dos festivais de Dioniso) é uma criação bem posterior, em relação aos mitos que lhes deram origem. Em suma, ela era a representação do mito. E na verdade, a função do mito, em termos sociaos, é mostrar aquilo que pode acontecer quando fazemos o que não deveríamos. Vamos dizer que a linguagem do mito faz com que aquilo que não pode ser explicado possa ser entendido. Sinceramente não vejo relação entre nomes pessoais, estradas e guias. É bem verdade que cada um tem o seu Agathos Daimon ( e muitos outros daimons no mundo também... ) que nos ajuda a seguir nosso caminho pessoal.

Bem... acho que é isso. Espero que tenha sido útil.
avatar
Thiago Oliveira

Masculino Número de Mensagens : 822
Emprego/lazer : Educador/ estudante
Data de inscrição : 09/02/2008

Ver perfil do usuário http://ta-hiera.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Creonte

Mensagem  yoe lenon em Seg Out 26, 2009 1:59 pm

Esse lance do nome eu vi no Bacas de Euripides,pois há uma parte em que Tirésias cita o fato de Penteu ter de cumprir a sina de seu nome; e também pela relação d nome Antígona(contra a vida) com sua luta por honrar o culto aos mortos e Filoctetes( machucado pelos amigos)ser vitima de sua propria lealdade.
Quanto á psyché ela na religião cívica não é vista com aquele romantismo cristão de se libertar após a morte.Mas nas religiões de mistérios há a concepção do soma-sema e uma "lapidação" da psyché visando suas condições futuras?
Essa do Thyrso é por que eu vi numa palestra que a glandula pineal tem esse nome por sua forma se assemelhar a uma pinha e por se encontrar no topo de um bastão eu associei-o a coluna vertebral.
avatar
yoe lenon

Masculino Número de Mensagens : 14
Localização : Porto Velho
Emprego/lazer : Ed. Físico /Dançar e Debater
Data de inscrição : 08/03/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Physis x Psyché

Mensagem  filhotedelua em Seg Out 26, 2009 3:19 pm

Sobre os nomes vc precia lembrar que raras vezes o ome de um herói é seu nome de nascimento. O exemplo mais raso e visível, com certeza, é Alcides, que se torna Héracle e a negada toda acha que ele nasceu Glória de Hera... ele e tornou o nome dele por suas ações. No campo histórico nós temos Filipe da Macedônia, que foi O Cara quando se trata de cavalaria, por isso endo o Amigo dos Cavalos, e cujo nome "de infância" se perdeu...




Sobre o tirso e o caduceu, meu, nada a ver. O tirso é uma lança disfarçada de bastão de dança, uma arma e um símbolo da presença de Dionísio. O tirso é vegetal, além disso. O caduceu é um símbolo de mensageiro, uma garantia de não ser atacado, sua simbologia é calcada em metal e serpente.
avatar
filhotedelua

Feminino Número de Mensagens : 206
Data de inscrição : 26/03/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Physis x Psyché

Mensagem  Thiago Oliveira em Seg Out 26, 2009 5:17 pm

Só pra constar sobre o tirso..em algumas representações há uma coisa como que uma flor de lis sobre ele, na ponta, que é uma pinha sim.


e sobre o nome, como eu disse, via de regra o nome se refere a algum atributo do herói.

E as religiões de mistério são a exceção, não a regra quando se fala da religião grega. Apesar de serem importantes em algumas polieis elas não eram a essência da religião grega.
avatar
Thiago Oliveira

Masculino Número de Mensagens : 822
Emprego/lazer : Educador/ estudante
Data de inscrição : 09/02/2008

Ver perfil do usuário http://ta-hiera.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Physis x Psyché

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum