Afrodite em mim.

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Afrodite em mim.

Mensagem  carlos em Dom Ago 08, 2010 8:23 pm

resolvi escrever esse tópioco por q após ler um pouco sobre Afrodite, num link q o Th me mandou, me senti mais próximo D'ela.

Sempre senti uma fascinação especial por essa deusa, mesmo antes de me tornar reconstrucionista, ela foi a minha inspiração para pesquisar e achar a religião.
Creio q Afrodite esta esperando eu conhece-la bem e de verdade para se aproximar mais ainda de mim. Ja sinto ela mto próxima, me envolvendo e me guiando. Então se ja esta assim imagine quando eu ja for bastante conhecedor né? rsrs Very Happy
Acho Afrodite uma deusa tão fascinante e cheia de faces q eu nem consigo me expressar em relação a ela.
A doce deusa do amor tbm é a matadora de homens, alguns a consideram uma Eumênede/Fúria.
Quando eu tiver o meu primeiro altar sem duvida será dedicado a ela.

Esse tópico é inteiramente dedicado a essa deusa fascinante Afrodite I love you

Por favor, se alguem tiver relatos, histórias ou algo que queira compartilhar sobre ela, por favor o façam. Wink

carlos

Masculino Número de Mensagens : 205
Data de inscrição : 02/08/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Afrodite em mim.

Mensagem  carlos em Dom Ago 08, 2010 8:26 pm

http://helenismo.forumeiros.com/livros-f18/criticas-e-reviews-de-livros-t289.htm

o link q o Th me mandou.

http://www.tribosdegaia.org/textos/mitologianovo24.html

aí está um texto q eu gosto sobre Afrodite.( e olha q eu ñ sou o maior fã do site).

carlos

Masculino Número de Mensagens : 205
Data de inscrição : 02/08/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Afrodite em mim.

Mensagem  Thiago Oliveira em Ter Ago 10, 2010 5:58 pm

Bom saber que pude ajudar neste momento =)

Lembro que o primeiro altar que eregi foi pra Zeus e Afrodite, numa celebração da Theogamia. Antes eu já havia feito outras coisas, mas eu assim que terminava os desmontava, mas esse não, eu o deixei pelos 3 dias do festival e depois ele se tornou o espaço físico onde estão alguns dos meus até hoje. No começo mainha olhava e fazia cara feia... depois ela foi se acostumando.

Vez por outra hoje em dia, mais de 5 anos depois ela ainda me chama de macumbeiro rsrsrs mas depois ela vem pedir desculpa (muitas vezes sem falar)... lembro de uma vez que ela fez uma coisa que não precisa ser mencionada, mas enfim.. foi ofensivo. Dois dias depois cheguei em casa e tinha uma vela de 7 dias lá em cima do altar de Dioniso rrs e meu irmão disse que foi ela quem colocou lá! Não que ela tenha se convertido, até porque não quero que ela o faço, mas sinal que com respeito e paciência você conquista seu espaço; e olhe que mainha na época era da Igreja Universal, o que ainda é, mas hoje frequenta bem menos.

Tudo isso pra dizer que você não precisa se afobar, com o tempo quando você for se consolidando e se acertando, se reconhecendo verdadeiramente, as coisas vão-se colocando em seus lugares. É coisa de dar-se a oportunidade para que o tempo e a vida façam seu trabalho.

Thiago Oliveira

Masculino Número de Mensagens : 822
Emprego/lazer : Educador/ estudante
Data de inscrição : 09/02/2008

Ver perfil do usuário http://ta-hiera.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Afrodite em mim.

Mensagem  A.Henrique em Seg Ago 16, 2010 6:32 pm

O nome de Afrodite tem poder!rsrsrsrEu tambem fui fisgado pelo amargo e doce encanto Dela.Fiz um altar pra Ela uma vez e naõ tive coragem de mudar,é como se a Deusa tivesse realmente se estabelecido ali.Sem contar que só de toca-lo gera uma sensação tão ...magica.Aos poucos fui descobrindo que Ela não era uma deusa só de paz,ou "bobinha" como disse um amigo meu.Ela é uma grande vingadora ,e consegue ser bastante cruel.E ainda assim mantendo o encanto.

A.Henrique

Masculino Número de Mensagens : 182
Localização : RS
Emprego/lazer : Educador/Escritor
Data de inscrição : 17/01/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Afrodite em mim.

Mensagem  A.Henrique em Seg Ago 16, 2010 6:35 pm

Alias,eu explorei esse aspecto "negro" Dela no meu livro,e creio que fcou ilstardo dignamente Very Happy

A.Henrique

Masculino Número de Mensagens : 182
Localização : RS
Emprego/lazer : Educador/Escritor
Data de inscrição : 17/01/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Afrodite em mim.

Mensagem  Dionizio123 em Qui Ago 26, 2010 11:03 pm

Já aconteceu de vela sair de dentro do mar e me acariciar com sua mão pálida, mas, com um doce perfume de rosas!Dedico-me totalmente a ela e também a vejo como uma fúria, guerreira e sabia, pois o amor também é sábio!

Dionizio123

Masculino Número de Mensagens : 165
Data de inscrição : 25/03/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Afrodite em mim.

Mensagem  Ulisses em Sab Jan 01, 2011 8:17 pm

Sinto sim o poder de Afrodite.
Mas é realmente como dizem amor que ela transmite é muito intenso a tal ponto que pode machucar, talvez por isso muitos consideram-a como sendo também vingativa. Mas isso é bom, afinal todos sabemos que não existe amor sem dor.

Ulisses

Masculino Número de Mensagens : 43
Localização : Curitiba, PR
Emprego/lazer : Estudante.
Data de inscrição : 16/10/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Afrodite em mim.

Mensagem  Thiago Oliveira em Seg Jan 03, 2011 5:42 pm

Eu particularmente vejo Afrodite algo como esses versos "A mão que afaga é a mesma que apedreja" (de um poeta local reescrevendo Augusto dos Anjos).

Não discordo das opiniões de vocês de Afrodiote como deusa mui amorosa, porém eu a vejo como uma força bem mais agressiva do que vocês comentaram. Não consigo pensar Afrodite deusa de guerra que é chegando em mim e afagando plácida, tenra; isso é muito romântico pra mim, muito escapista. Eu a vejo nitidamente revolucionando minha vida, tirando as coisas do lugar, fazendo coisas crescer além da conta, e se me afaga é porque estou ferido ou porque Ela mesma me feriu. É Ela o que os gregos chamavam de Kallon Kykon, assim como Pandora, a beleza má, e nisso tenho a memória de Eneas durante a Guerra de Tróia. É uma proteção sofrida, repelta de reviravoltas e turbulências, assim como o mar de onde Ela nasceu [e nem comento a forma anterior ao nascimento com a decepação do pênis de Urano, a Guerra de Kronos e tudo o mais].

Thiago Oliveira

Masculino Número de Mensagens : 822
Emprego/lazer : Educador/ estudante
Data de inscrição : 09/02/2008

Ver perfil do usuário http://ta-hiera.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Afrodite em mim.

Mensagem  Ulisses em Qua Jan 05, 2011 11:01 pm

Mas eu adoro essa forma que Afrodite age, esse lado que parece mais assustador é a que mais me agrada. Ela me ensinou muitas coisas, graças à ela deixei de ser uma criança e passei a ser um homem. Comecei a ver o amor de uma outra forma, e não do modo juvenil que estava acostumado.

Ulisses

Masculino Número de Mensagens : 43
Localização : Curitiba, PR
Emprego/lazer : Estudante.
Data de inscrição : 16/10/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Afrodite em mim.

Mensagem  A.Henrique em Qui Jan 06, 2011 7:53 pm

Bom,confesso que não consigo ainda conciliar esse aspecto violento da Deusa(o que realmenete se ve) com o "Uranico" de Platão.E não precisa repetir que os deuses são complexos e tal, é apenas o que sinto no momento. Mas e pra onde vai o "amor platonico" atribuido a Ela?Ou isso era só de Platão e o povo grego não pensava muito como ele?

A.Henrique

Masculino Número de Mensagens : 182
Localização : RS
Emprego/lazer : Educador/Escritor
Data de inscrição : 17/01/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Afrodite em mim.

Mensagem  carlos em Qui Jan 06, 2011 8:24 pm

A.Henrique escreveu:Bom,confesso que não consigo ainda conciliar esse aspecto violento da Deusa(o que realmenete se ve) com o "Uranico" de Platão.E não precisa repetir que os deuses são complexos e tal, é apenas o que sinto no momento. Mas e pra onde vai o "amor platonico" atribuido a Ela?Ou isso era só de Platão e o povo grego não pensava muito como ele?

Bem vejamos, os brutos também amam, acho isso traduz um pouco.

carlos

Masculino Número de Mensagens : 205
Data de inscrição : 02/08/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Afrodite em mim.

Mensagem  A.Henrique em Qui Jan 06, 2011 8:32 pm

Hhahaha acho que ainda chegou lá....Brutos vão ter desejos mais violentos ainda!Não dá para desligar Afrodite da selvageria do sexo, até porque são forças ...animalescas,primitivas,oprimidas...Ve um "amor uranico", ao modo daquele filosofo, "num" dá. scratch

A.Henrique

Masculino Número de Mensagens : 182
Localização : RS
Emprego/lazer : Educador/Escritor
Data de inscrição : 17/01/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Afrodite em mim.

Mensagem  A.Henrique em Qui Jan 06, 2011 8:35 pm

A.Henrique escreveu:Hhahaha acho que ainda não chegou lá....Brutos vão ter desejos mais violentos ainda!Não dá para desligar Afrodite da selvageria do sexo, até porque são forças ...animalescas,primitivas,oprimidas...Ve um "amor uranico", ao modo daquele filosofo, "num" dá. scratch

A.Henrique

Masculino Número de Mensagens : 182
Localização : RS
Emprego/lazer : Educador/Escritor
Data de inscrição : 17/01/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Afrodite em mim.

Mensagem  Ulisses em Qui Jan 06, 2011 8:58 pm

Toda vez que penso em animais e amor ao mesmo tempo, penso em Circe. As vezes me pego tentando descobrir os enigmas por tras dela.

Ulisses

Masculino Número de Mensagens : 43
Localização : Curitiba, PR
Emprego/lazer : Estudante.
Data de inscrição : 16/10/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Afrodite em mim.

Mensagem  carlos em Qui Jan 06, 2011 9:06 pm

A.Henrique escreveu:
A.Henrique escreveu:Hhahaha acho que ainda não chegou lá....Brutos vão ter desejos mais violentos ainda!Não dá para desligar Afrodite da selvageria do sexo, até porque são forças ...animalescas,primitivas,oprimidas...Ve um "amor uranico", ao modo daquele filosofo, "num" dá. scratch

Uma mãe Leoa, cuida de seu filho de forma realmente bruta, ela faz tudo pela segurança da cria, a maioria das mães humanas também o faz, isso por vezes pode se aplicar também aos casais, as vezes o amor e a brutalidade estão inteiramente conectados.

O amor e o ódio são irmãos. Mas o ódio é um irmão bastardo. (Vergílio Ferreira)

embora na minha opinião o ódio é tão legítimo quanto o amor...

carlos

Masculino Número de Mensagens : 205
Data de inscrição : 02/08/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Afrodite em mim.

Mensagem  Ulisses em Qui Jan 06, 2011 11:01 pm

As vezes o odio pode ser mais doce que o amor.

Ulisses

Masculino Número de Mensagens : 43
Localização : Curitiba, PR
Emprego/lazer : Estudante.
Data de inscrição : 16/10/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Afrodite em mim.

Mensagem  Dionizio123 em Ter Jan 11, 2011 3:51 am

Bem personas,Sei que ela é personificação do amor logo é o amor assim, vejamos que nada é fácil quando digo que ela lembra a guerra é por causa de Arís um de seus consortes então acredito que ao lado dele ela se transforma em guerreira!Mas este não é o caso, o caso é que por mais avassaladora, por mais dolorosa ainda assim ela é o amor então por que não acreditar que ela possa ser doce e amável?Por que não vela como uma jovem casta pois não me lembro dela ter chagado na terra e logo fazer amor com o primeiro que apareceu, ou ela fez isso?O que sei q junto ao vento zéfiro e a Ninfa da primavera ela saio espalhando amor por onde passa to errado?Sei que suas sacerdotisas eram prostitutas sagradas mas, o prazer só envolve o sexo?Acho que não,eu adoro e vou continuar a adorá-la e sei quando ela me acaricia, e quando ela me machuca mas, mesmo assim sei que ela é a Deusa do amor.Está é minha visão.

Dionizio123

Masculino Número de Mensagens : 165
Data de inscrição : 25/03/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Afrodite em mim.

Mensagem  A.Henrique em Ter Jan 11, 2011 5:12 pm

Que Ela é a deusa do amor, não há duvidas, a diferença é saber o significado de "amor" para os gregos antigos.E como a Alexandra disse em algum lugar aí, o "amor" de Afrodite é mais "apaixonado" do que " puro". E isso se ve até nos mitos (não querendo confiar 100% neles, claro). E ,entrando num ponto de vista mais pessoal, a Afrodite carinhosa sua pode pertencer a outra "egregora". Uma Afrodite do mundo moderno, e não do antigo e proximo á original.

A.Henrique

Masculino Número de Mensagens : 182
Localização : RS
Emprego/lazer : Educador/Escritor
Data de inscrição : 17/01/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Afrodite em mim.

Mensagem  Thiago Oliveira em Ter Jan 11, 2011 6:27 pm

Dionizio123 escreveu:Sei que ela é personificação do amor logo é o amor .

Cuidoda com isso. Aqui não entendemos nenhum deus como personificação de qualquer coisa que o seja. Isso seria vê-los como entidades abstratas, arquetípicas e nossa visão sobre Eles é de criaturas vivas e atuantes sobre as coisas em todos os níveis.

Thiago Oliveira

Masculino Número de Mensagens : 822
Emprego/lazer : Educador/ estudante
Data de inscrição : 09/02/2008

Ver perfil do usuário http://ta-hiera.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Afrodite em mim.

Mensagem  Ulisses em Qua Jan 12, 2011 12:20 am

eu considero os deus como criaturas vivas como citado pelo Thiago, prefiro não personificar e sim transformar na essencia dos deuses.

Ulisses

Masculino Número de Mensagens : 43
Localização : Curitiba, PR
Emprego/lazer : Estudante.
Data de inscrição : 16/10/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Afrodite em mim.

Mensagem  Thiago Oliveira em Qua Jan 12, 2011 5:44 pm

Pra contribuir com a questão das personificações, um texto do Otto extraído do Teofania que eu já havia anteriormente publicado no Ta-Hiera:

OS DEUSES NÂO SÃO PERSONIFICAÇÕES
- Eles nos abrem os olhos para o essencial e o verdadeiro-



Há um grande número de divindades como Diké e Têmis, “Direito” e “Lei”, Eirene, ou seja, “Paz”, Plutos (Pluton), “Riqueza”, etc. Divinas figuras como estas, dentre tantas outras como Aidos e as Cárites, são chamadas de “personificações”, porque seus nomes se acham no idioma como conceitos abstratos. Todavia, muitas vezes é possível demonstrar que o nome do deus foi o que precedeu e o conceito abstrato derivou dele. Desde muito se firmou o costume de falar “personificação” como sendo um processo muito natural, quando ente de natureza impessoal – um ente abstrato- pode elevar-se ao pessoal. Basta colocar a questão para responder imediatamente que isso é impossível. Ainda hoje, a linguagem poética tem abundância dessas figuras. Quando Hölderlin se dirige à “Paz”, como uma deusa e a venera, terá por acaso personificado um conceito abstrato? Até hoje erigimos à Justiça e à Liberdade estátuas de aparência divina. E se, no famoso ato popular “Cada Qual”, a Fé é apresentada como uma figura celeste, será uma personificação o que tanto comove os espectadores?
Na verdade não há personificação e sim, apenas, despersonificação – assim como inexiste mitificação, mas tão somente desmitificação, e tampouco faz sentido, segundo a tão famosa sentença de Schelling, indagar como o homem teria chegado a Deus quando antes só cabe indagar como é que d’Ele pôde afastar-se.
A figura mítica é o fenômeno originário. Só porque eram originalmente personagens divinas, míticas, as noções de “Vitória”, “Paz”, “Liberdade”, “Justiça”, “Amor” etc. puderam ressurgir qual seres sobre humanos na poesia e na arte de todos os tempos.
Assim é que a própria língua, junto com as artes plásticas, nos confirma a veracidade desse aforismo atribuído a Tales: “Tudo está cheio de deuses”.
Este saber de uma pletora de deuses que não apenas vive no universo, antes é o universo, nada tem a ver com o panteísmo. Seria o caso de dizer “ tudo que é substancial e verdadeiro manifesta uma forma divina”. Porém mais certo seria o contrário: “são as formas divinas que tornam manifestos tudo quanto há de essencial e verdadeiro”. Já aqui pode-se notar que se os gregos puderam descortinar tão profundamente os mil tesouros do Ser foi por lhes ter as formas divinas aberto os olhos.
Em todas as formas divinas do gênero daquelas de que demos exemplos acima repete-se o divino milagre da síntese unificadora do subjetivo e do objetivo. E todas elas, por limitadas que pareçam enquanto nos apegamos ao significado conceitual de seus nomes, quanto mais longe miramos tanto mais ampliam seu domínio, até abranger todo o mundo, toda a existência.
Acima delas, porém, reúnem-se augustas figuras divinas; estas não retiram às primeiras seu significado próprio, antes abarcam em seu ser mais vasto.
Também elas são , em certo sentido,representantes de um determinado círculo do mundo e da existência; mais o que tornam manifesto com seu ser é tão grande, tão poderoso, tão variado, a tal ponto preenche todas as lonjuras e todas as profundezas do real que por si só cada uma delas parece ser todo o divino.
Com sua divina grandeza elas se acham presentes em todos os círculos do ser - no cósmico, no elementar, no vegetal e no animal- , convertendo-os em reflexos do seu próprio ser, para revelar-se finalmente na forma humana. Assim, cada uma dessas divindades, sem prejuízo de suas figuras mais excelsa não só pode ter ao pé de si o animal ou vegetal, como pode aparecer e ser venerada como animal ou vegetal. Que o racionalista chame isso de fetichismo; o sábio compreenderá que não se rebaixa a divindade, antes transparece através dos seres seu fundamento infinito de modo tal que neles impõe sua sacra veneração.
Esses grandes deuses já por seus nomes tornam claro que seu culto é mais antigo que a cultura grega propriamente dita. Isso se aplica também a Zeus, deus do céu e do universo, cujo nome é grego. Conforme atestam os povos da Índia, da Itália e da Germânia, a adoração dele já estava presente na proto-história indo-européia, e os gregos a trouxeram consigo ao imigrar do norte para o país cujas populações primitivas se misturaram.
Conquanto na maioria dos casos não saibamos muita coisa a respeito dos representações ligadas a essas figuras antes de elas se converterem em deuses gregos, o pouco que temos conhecimento, já nos serve para, em confronto com as idéias religiosas do Próximo Oriente, distinguir o pensamento religioso autenticamente grego do das formas de culto de outros povos.
Afrodite, Apolo e Ártemis, Hermes e os demais deuses, qualquer que tenha sido a forma como se apresentaram a seus adoradores na época pré-helênica, manifestaram-se em um nova revelação, tal qual as viu Homero, que delas nos dá o testemunho mais antigo, válido para todos os tempos. Essas aparições dos divinos é uma das iluminações mais destacadas do espírito grego. Não tem sentido querer explicar a fé nos deuses com base nas condições de existência e na atitude espiritual da Grécia primitiva. O que chamamos de atitude espiritual e modo de vida dos gregos nada mais é que auto-revelação de deuses como Zeus, Atena e Apolo. Eles é que fizeram a Hélade ser o que foi. Todas as suas obras e descobertas admiráveis são, em última instância, irradiações da revelação feita aos gregos, e só a eles.

Otto, Walter Friedrich. TEOFANIA: O Espírito da Religião dos Gregos Antigos;
Tradução de Ordep Trindade Serra. São Paulo, Odysseus Editora, 2006

Thiago Oliveira

Masculino Número de Mensagens : 822
Emprego/lazer : Educador/ estudante
Data de inscrição : 09/02/2008

Ver perfil do usuário http://ta-hiera.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

graças ao livro

Mensagem  Dionizio123 em Ter Jan 25, 2011 12:20 am

Bem pessoal depois que Le o livro mitos e religião na Grécia antiga vejo que meu pensamento estava equivoco quando as personificações, bem obrigado Thiago pela dica.E como dizem vivendo e aprendendo.

Dionizio123

Masculino Número de Mensagens : 165
Data de inscrição : 25/03/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Afrodite em mim.

Mensagem  Thiago Oliveira em Qua Jan 26, 2011 8:54 pm

Já que gostou da primeria dica, tome uma segunda: troca essa imagem 'cavaleiros do Zodíaco' do avatar.. vá por mim, pega mal! rsrs

Thiago Oliveira

Masculino Número de Mensagens : 822
Emprego/lazer : Educador/ estudante
Data de inscrição : 09/02/2008

Ver perfil do usuário http://ta-hiera.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Afrodite em mim.

Mensagem  Dionizio123 em Qua Jan 26, 2011 11:38 pm

Quanto a isso, posso fazer nada!Gostei do desenho e ponto final rsrsrsrsr mas, se quiser continuar me ajudando com os livros vou ficar muito feliz. Very Happy

Dionizio123

Masculino Número de Mensagens : 165
Data de inscrição : 25/03/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

duvidas

Mensagem  Dionizio123 em Sex Mar 25, 2011 12:00 am

Oi gente queria saber sobre hestia, tipo vou erigir um altar para ela sabem o problema é que não tenho lareira.Então pensei se posso fazer um sacrario na sala para ela?

Dionizio123

Masculino Número de Mensagens : 165
Data de inscrição : 25/03/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Afrodite em mim.

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum